Münchhausen (EP)

by Marsara

supported by
/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
03:31
3.
4.
04:06

about

O segundo EP do trio aborda problemas ou traumas psicológicos pessoais e interpessoais inerentes ao ser humano.

credits

released June 22, 2017

Composições e Letras por Ricardo Martins.
Produzido por Marsara.

tags

license

all rights reserved

about

Marsara Rio De Janeiro, Brazil

Um trio que resolveu misturar todas as suas influências da vida e sintetizar em música.

Marsara é:
Voz/Gui: Ricardo Martins
Baixo: Fábio Korrto
Bateria: Felipe Marques

contact / help

Contact Marsara

Streaming and
Download help

Track Name: Como Você Morre Hoje
Floresce e as pétalas no jardim
Que colorem, vão sumindo sem ao menos informar
Tão forte eu me sinto antes de atirar
Meu corpo, com sorriso estampado
Indo ao encontro daquilo que irá encerrar

Então me diz por quê viver cada segundo sem razão?
Se os ponteiros do relógio contam tudo, até minha sorte
Então me responda, como você morre hoje?
Assim sorria

Dança o vento da manhã que percorre o meu rosto
Com um clima de desgosto
Minha essência ao ar
Percorre até sublimar os pedaços de mim

Então me diz por qual razão
Permaneço atormentado e sem noção?
Todo momento eu morro uma vez
Estilhaçado e derrotado
Então me responda, como você viveu hoje?
No fim, sorria.

Viver é se decepcionar e superar
Sabemos que tudo é experiência e no futuro servirá para o nosso crescimento pessoal
Mas até quando podemos aguentar se nós morremos mais um pouco o tempo todo?

Então me diz por quê sobreviver?
Se cada momento perdeu o sentido
Se o tempo todo morro outra vez
Não resta força pra seguir
Então me responda
Como você morre hoje e continua sorrindo?
Com esperança de que algum dia irá mudar
E num passe de mágica tudo se resolverá

Me diz se você já morreu antes?
Track Name: Gravidade
Grave é a força que mantém
De pé tudo o que a gente sente
Forte e indecifrável
Sempre nos puxa
Inconsequente

Acabo me perdendo em cores
E em feixes de luz em minha mente
Só mais uma viagem
Prum lugar que nos desmontará

Esse sentido vai ceder
Posso ir na contramão
Minha vontade vai morrer
Se eu me render ao chão

Grave é a força que mantém
De pé tudo o que a gente sente
Forte e indecifrável
Sempre nos puxa
Indelicadamente

Esse sentido vai ceder
Posso ir na contramão
Minha vontade vai morrer
Se eu me render ao chão
Se eu for pular, largarei pra trás
Tudo o que sempre deixei me segurar
Sigo um novo rumo para talvez moldar
Alguém com um coração
Track Name: Sincronicidade
Me pergunto por que
A vida segue plagiando outra vida
Sem ar, começo a observar
Que o que vejo aqui se passa aí
Numa infinita coincidência
Planejada talvez
Por algo que está acima de nós
E não conseguimos entender

Se eu me machuco
Você também sofre na carne
Se você cai e ri
Eu vou chorar, mas posso levantar

Ah, se nós soubéssemos respirar
Ah, não iríamos nos sufocar
Ah, o que acontece aqui
Ah, é o mesmo que chega em ti

Se eu me machuco
Você também sofre na carne
Se você cai e ri
Eu vou chorar, mas me levanto
Tudo o que se passa aqui chega em ti
Na mágica do pensamento
Sentimento bom e ruim eu já vivi
Se eu sangrar você pode transbordar
Track Name: Quarto Vazio
Cala a minha voz de tanto chorar
Passa um tempo e já esqueci como ri

Noite após noite me tranco e não sei onde ir
Jaula que cala tem nome de quarto vazio

Sempre vejo e revejo meu eu que está refletindo
Dentro de mim, tenta sair em vão

Não sei se meu peito está a ponto de explodir
Talvez o tempo me diga se quero ficar ou fugir

Algum lugar irá reservar um carinho pra mim
Seja camisa de força ou a corda que está pendurada e não vai partir
Vejo o meu ego pintado de cores vermelhas ali
Sou o culpado, mas ajo sem total controle
Desculpa

Sinto não estar preparado para os meus medos
Tento me apagar pra amanhã recomeçar

Algum lugar irá reservar um carinho pra mim
Seja camisa de força ou a corda que está pendurada e não vai partir
Louco é quem não tenta se salvar de si
Falha a memória, apago as vitórias, eu saio de mim

Dia após dia me isolo. Eu já decidi.

Cala a minha voz de tanto chorar
Passa um tempo e já relembrei como ri
Sorri